Tijolo sustentável feito com argila marajoara e resíduo da indústria mineradora é criado por pesquisadores

Um novo protótipo de tijolos ecológicos a partir da argila marajoara e resíduos de caulim, um subproduto da indústria mineradora, foi criado por pesquisadores da Universidade Federal do Pará – UFPA. O objetivo é oferecer ao mercado da indústria civil materiais de baixo custo.

Materiais esses que reduzam a quantidade de resíduo acumulado na Amazônia. A utilização desses materiais contribui para a diminuição da extração de recursos naturais.

Também da emissão de gases poluentes associados à produção convencional de tijolos. O arquiteto Fabio Brito e a engenheira de materiais Taiana Matos foram os responsáveis por desenvolver o produto.

Tiveram o apoio dos professores Alisson Clay Silva e Verônica Candido, do programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais. Os pesquisadores destacam que os tijolos ecológicos possuem características técnicas.

Elas os tornam uma escolha vantajosa na construção civil, como ter uma composição única que confere boa resistência mecânica e dobro de volume.

Foto: divulgação