Secult: Festival de Ópera traz “Ópera dos Terreiros” aos palcos do Theatro da Paz nesta sexta (28)

A partir desta sexta (28), às 20h, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), dá início à programação do XXI Festival de Ópera do Theatro da Paz com a montagem da “Ópera dos Terreiros*, produzida pelo Núcleo de Ópera da Bahia e assinada por Aldo Brizzi.

Nesta primeira montagem, a cenografia é toda executada por mulheres paraenses oriundas do Curso de Formação em Ópera do Theatro da Paz em 2021. O barco de miriti e a senzala foram feitos por Rose La Roque e Glauce Rocha. A troca de roupas, figurinos e serviços de camareira por Paula Marcos e a iluminação é do mestre Rubens Almeida com assistência técnica de Camila Sousa. Outras parcerias foram a participação de 18 coralistas do Coro Carlos Gomes, regido pela maestrina Maria Antonia Jimenez e a direção de palco feita por Cláudio Bastos.

Além de uma transmissão ao vivo, no próximo sábado (29), pela TV Cultura do Pará, uma equipe da France Television vai gravar a apresentação da obra em Belém, com música e libreto de Aldo Brizzi e letras de Jorge Portugal. 

Com oito personagens principais, o Coro Carlos Gomes também faz parceria com a “Ópera dos Terreiros”. A mensagem do espetáculo ao abordar o que ocorre a partir de um romance proibido, quando duas das várias correntes étnicas e culturais que chegaram ao Brasil entram em rivalidade é tematizar a busca da liberdade inerente ao ser humano.  A música é um ponto alto da narrativa, com sons afrodescendentes, numa mistura de canto lírico e alabês.

Valores dos ingressos:

Plateia, varanda, frisas e camarote de primeira ordem: 50 reais

Camarote de segunda ordem: 40 reais

Galeria: 30 reais

Paraíso: 20 reais

Serviço: 

O espetáculo acontecerá no dia 28 a 30 de janeiro, às 20h  e os ingressos já estão à venda na bilheteria do TP e por meio do site: www.ticketfacil.com.br  

Dúvidas e informações sobre venda de ingressos:

Fone: (91) 4009-8758/ 8759/8756

E-mail: bilheteriatdapaz@gmail.com

Por Agência Pará

Foto: Mario Quadros / Secult