Estudo aponta que a vacina Pfizer é eficaz a longo prazo em adolescentes

Em um estudo de estágio avançado conduzido com adolescentes de 12 a 15 anos, foi constatado que a Pfizer ofereceu forte proteção de longo prazo contra o coronavírus. Uma série de duas doses da vacina foi 100% eficaz contra a Covid-19, monitorada de sete dias a mais de quatro meses após a segunda dose, disse a empresa. Os dados de longo prazo apoiarão as submissões programadas para a aprovação regulatória total da vacina para essa faixa etária nos Estados Unidos e em todo o mundo.

A Pfizer e a BioNTech buscarão liberação para aplicação de uma dose de 30 microgramas da vacina em pessoas com 12 anos ou mais. A vacina foi autorizada para uso emergencial em adolescentes com idade entre 12 e 15 anos pela Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) em maio, e obteve aprovação total para uso em pessoas com 16 anos ou mais em agosto.

Foto: REUTERS/Dado Ruvic