Home BACANA NEWS Durante live, Bolsonaro ironiza Doria por compra de jatinho

Durante live, Bolsonaro ironiza Doria por compra de jatinho

Durante live, Bolsonaro ironiza Doria por compra de jatinho

Foto: Reprodução/Facebook

Por André Siqueira, VEJA.com

Em sua tradicional transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro ironizou, nesta quinta-feira, 29, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) e a compra, por parte do tucano, de um jato executivo financiado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Para Bolsonaro, Doria tenta se distanciar de partidos de esquerda, mas quando era “amigão do Lula, da Dilma”, sua “bandeira era vermelha com a foice e o martelo sem problema nenhum”.

Ao lado do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) general Augusto Heleno e de uma intérprete de libras, Bolsonaro cobrava da imprensa a divulgação de “coisas boas” sobre o seu governo. Na sequência, ele citou o que chama de “caixa-preta”do BNDES para criticar Doria e o apresentador Luciano Huck, que podem ser adversários do atual presidente nas eleições de 2022.

“Olha a caixa-preta do BNDES aparecendo. Já apareceu aquela galerinha da compra de aviões com 3%, 3,5% (de juros) ao ano. Que teta, ein? Que teta, ein? O que é isso, Luciano Huck? Que teta, ein? Eu sou o último capítulo do caos? Não foi ilegal a compra, reconheço, mas, poxa, só para peixe”, disse. Em evento realizado em Vila Velha (ES), na quarta-feira 14, Luciano Huck disse que Bolsonaro não é o “primeiro capítulo da renovação, mas o último capítulo do que não deu certo (no Brasil)”.

Bolsonaro disse, ainda, que “é brincadeira” a tentativa do governador do PSDB de se distanciar de partidos de esquerda. “João Doria também comprou. Comprou também, Doria? Explica isso aí. Só peixe, amigão do Lula, da Dilma. E depois posa, vejo o Doria falando, de vez em quando, ‘minha bandeira jamais será vermelha’. É brincadeira, não é? É brincadeira. Quando ele estava mamando lá, a bandeira era vermelha com a foice e o martelo sem problema nenhum, não é?”, afirmou, rindo.