Pintor Van Gogh teria Transtorno Bipolar, aponta estudo

Um estudo recente analisou as cartas do pintor Vincent van Gogh, que eram destinadas ao seu irmão, Theo, sugere que ele poderia ter sofrido de Transtorno Bipolar.

Isso, devido às oscilações entre profundas depressões e momentos de intensa criatividade. Já foram sugeridos vários diagnósticos por muitos especialistas, mas a ideia de ser Transtorno Bipolar é o que ganha mais força nos novos estudos.

Com a análise das cartas demostrava momentos de muita depressão ou intensa produtividade e criatividade, tendo vista essas características elas são associadas ao Transtorno Bipolar.

Nas cartas são apontados não apenas seu estado emocional flutuante, mas também uma luta constante com a pobreza, a incompreensão sobre sua arte e a busca por apoio financeiro e emocional.

Em diversos momentos, as descrições podem ter sido intensificadas para sensibilizar seu irmão, como aponta o estudo. Segundo o pesquisador Willem Nolen, se Van Gogh vivesse atualmente, é possível que receberia um diagnóstico mais cedo.

Isso poderia permitir ter acesso a tratamentos mais adequados para as suas condições e isso poderia alterar o curso de sua trajetória tanto pessoal quanto artística.

Foto: reprodução