Parauapebas decreta situação de emergência e suspende parte de atendimento à população após incêndio em prédio da prefeitura

Foto: Prefeitura de Parauapebas/Divulgação

A Prefeitura de Parauapebas decretou situação de emergência e suspendeu parte do atendimento à população pelas secretarias e órgãos que funcionavam no prédio da administração municipal que foi destruído por um incêndio há uma semana.

As chamas consumiram vários setores da Prefeitura e o órgão aguarda o laudo do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, que deve indicar as reais causas do incêndio e qual a condição estrutural do prédio.

A situação de emergência foi publicada no Diário Oficial de Parauapebas com validade até o próximo dia 15.

Processos licitatórios em andamento e prazos de processos administrativos disciplinares estão suspensos até a próxima segunda-feira (8).

Servidores estão transportando o que não foi atingido pelo incêndio para espaços definidos pela administração pública do município.

De acordo com a Prefeitura, documentos da Central de Licitações e Contratos (CLC), teve quase tudo intacto, assim como na Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Entre os espaços já definidos, os gabinetes do prefeito e do vice-prefeito funcionarão no novo prédio do Departamento de Relações Indígenas (DRI), na Chácara do Sol. A Procuradoria-Geral do Município (PGM) foi instalada no Departamento de Arrecadação Municipal (DAM), no bairro Cidade Nova; e a CLC irá atender no primeiro andar da Secretaria Municipal de Obras (Semob), no bairro Beira Rio I.

O decreto permite maior agilidade para contratações de serviços pelo município neste momento.

Por g1 Pará