No Amazonas, plástico é encontrado no intestino de seis espécies de peixes

Plástico foi encontrado por estudo no intestino de 6 espécies de peixes no Amazonas. Entre os pescados analisados pela pesquisa estão o tambaqui, o jaraqui e o pacu, peixes muito apreciados no estado. O estudo foi realizado em peixes comercializados no mercado municipal de Tefé.

Segundo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), o estudo registrou a presença de plástico no trato gastrointestinal (estômago e intestino) das seis espécies analisadas. “Os peixes foram medidos, pesados e tiveram o estômago e intestino examinados por meio de identificação visual”, explicou a pesquisadora Carolina Gomes Sarmento, do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM).

“O material foi examinado com auxílio de lupa para permitir o aumento de tamanho. As partículas encontradas foram fotografadas e classificadas de acordo com sua cor e tamanho”, continuou. Durante o estudo, foram analisadas seis espécies de peixes: jaraqui, sulamba/aruanã, tucunaré, tambaqui, sardinha e pacu comum.

Nos 336 peixes examinados, foram encontradas 34 partículas com forma de fragmentos e filamentos. Sacola, linha de pesca e isopor foram os materiais mais encontrados. A pesquisadora alertou que poluição por plástico pode afetar a saúde dos peixes e interferir na reprodução e recrutamento das espécies.

Foto: Carolina Sarmento/Arquivo Pessoal