Em Anapu, Polícia Federal desmobiliza extração de madeira ilegal

Durante operação da Polícia Federal, em parceria com o Ibama, no município de Anapu, oeste do Pará, três pessoas foram presas por desmatamento ilegal. Durante a ação, três caminhões e dez toras de madeira foram inutilizados, além de terem sido apreendidos outros dois veículos, trator, aparelhos celulares e motosserras.

Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia da PF em Altamira, dos quais três foram presos em flagrante e encaminhados ao Complexo Penitenciário de Vitória do Xingu, onde permanecem a disposição da Justiça.

Um dos conduzidos foi ouvido e liberado após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência. A operação teve participação de doze policiais federais e dois agentes do Ibama, na Vila Manoel Baiano, dentro da Gleba Pacajazinho, Anapu. A chega das equipes foi durante um corte de madeira, feita por um dos presos em flagrante, com a motosserra que seria apreendida em seguida.

Os caminhões usados no crime e as toras de madeira foram inutilizados, por não haver forma de retirá-los do local e para garantir que não sejam usados mais no crime. A PF conseguiu retirar uma caminhonete e outro caminhão, além de um trator de esteira. Foram apreendidos sete aparelhos celulares, que contêm informações que podem auxiliar na investigação.

Os presos em flagrante e outros possíveis envolvidos que forem apontados no inquérito poderão responder na Justiça pelo o crime de desmatar, explorar economicamente ou degradar floresta, plantada ou nativa, em terras de domínio público ou devolutas, sem autorização do órgão competente.

Foto: divulgação