Carne bovina poderá ser exportada do Brasil para o México

O Brasil pode exportar carne bovina para o México a partir desta semana. O país habilitou 34 plantas frigoríficas a venderem para o mercado mexicano, após 12 anos de negociações. O México poderá comprar carne bovina de Santa Catarina, estado reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA) como zona livre de febre aftosa.

O país também poderá comprar carne in natura e desossada de outros 14 estados declarados livres de febre aftosa, com vacinação. Segunda-feira (6) à noite, o governo mexicano publicou os requisitos zoosanitários para a compra de carne bovina do Brasil, último passo para a liberação dos 34 frigoríficos.

A autorização ocorre um mês após o México liberar a importação da carne suína brasileira. Segundo o Ministério da Agricultura e Pecuária, a abertura do mercado mexicano representa uma oportunidade histórica para as relações comerciais brasileiras.

A expansão dos mercados, informou a pasta, propicia a retomada do crescimento da pecuária, que sofreu um golpe no mês passado, com a descoberta de um caso atípico de mal da vaca louca numa fazenda em Marabá (PA). Em 2011, o Brasil havia pedido ao México autorização para exportar aves, bovinos e suínos ao país.

Desde o início do ano, destacou o Ministério da Agricultura e Pecuária, foram habilitadas plantas frigoríficas para a exportação para a Indonésia e derrubadas as suspensões de mais três frigoríficos para a comercialização aos chineses.

Foto: Abiec