Ausente na bancada do Jornal Nacional, William Bonner explica o motivo

William Bonner, nas redes sociais, contou que está trabalhando apenas por trás das câmeras pois está com a voz ruim. O apresentador está longe da bancada do Jornal Nacional nesta semana e sua ausência foi sentida pelos telespectadores. Ele contou sobre seu afastamento do JN ao lamentar não ter dado a notícia da morte do jornalista Alberico de Sousa Cruz, que é ex-diretor de jornalismo da Globo e faleceu aos 84 após sofrer complicações de uma leucemia. 

Bonner contou que gostaria de ter feito a homenagem ao amigo no telejornal na noite de terça-feira, 10, mas não conseguiu recuperar a voz para apresentar jornalístico. “Tenho trabalhado só na edição do JN, nesta semana. A voz anda ruim. Ontem, foi mais doloroso estar assim, sem condições de apresentar”, disse.

“Queria ter podido dar à família e aos tantos amigos do Alberico o ar sincero de meu respeito, minha consideração e minha gratidão. Foi um chefe importante. Foi quem me fez co-chefiar um telejornal pela primeira vez, há exatos 29 anos e 40 dias”, disse ele. Bonner ainda relembrou uma história com Alberico de Sousa Cruz.

Na última vez em que o vi, no aniversário de uma das filhas, motivadoras de orgulho justo e público, vi Alberico subir degraus que me haviam alterado a respiração, a frequência cardíaca, a autoestima. Com mais de 2 anos de batalha contra a doença, ele subiu os mesmos degraus com uma bengala na mão direita, os olhos brilhando. E chegou com aquele sorriso dos vitoriosos. Não estava nem aí pros degraus. Tinha vitórias mais importantes e perenes de que se orgulhar”, contou. 

Foto: divulgação