Home BACANA NEWS Até o momento, Lula foi condenado por 2 de 3 votos em segunda instância

Até o momento, Lula foi condenado por 2 de 3 votos em segunda instância

Até o momento, Lula foi condenado por 2 de 3 votos em segunda instância

O desembargador Leandro Paulsen acompanhou na íntegra o relator João Pedro Gebran Neto. O juiz também votou pela condenação de Lula e pelo aumento da pena para 12 anos 1 mês de prisão, em regime fechado.

Com o voto de 2 dos 3 desembargadores pela condenação, pode-se dizer que o ex-presidente Lula foi condenado, em segunda instância, por pelo menos 2 votos a 1. Já votaram o relator do processo, João Pedro Gebran Neto, e o revisor, Leandro Paulsen.

O tom do desembargador indica segundo voto a favor da condenação de Lula. Já que o réu agiu por ação e omissão de forma livre e consciente.

Segundo Paulsen, o triplex só tornou evidente o fato de que o ex-presidente tinha pleno conhecimento sobre a propina.

O presidente da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) destacou  o fato do ex-presidente estar sendo julgado por crimes investigados em ações de combate à corrupção que prosperam durante os governo do PT.

O magistrado aumentou o tom pelo fato dos crimes julgados pela Corte terem sido cometidos durante o exercício da presidência da República. Segundo ele, isso torna “vil” o exercício da autoridade. “Quanto maiores os poderes conferidos a alguém, maiores os seus compromissos. A eleição e a posse do cargo de presidente não coloca o eleito acima do bem e do mal”, afirmou.

“Acusar um presidente da República exige extrema convicção e responsabilidade”, afirmou antes de rejeitar qualquer possibilidade do cargo de presidente influenciar na apreciação do caso. “Aqui, ninguém pode ser condenado por ter costas largas, nem absolvido por ter costas quentes”.

Com os dois votos, a sentença do juiz Sergio Moro contra Lula já foi confirmada e ele pode sofrer consequências eleitorais e ser até desqualificado nas eleições de 2018.