Home BACANA NEWS Advogados presos em operação da PF tem prisões preventivas decretadas

Advogados presos em operação da PF tem prisões preventivas decretadas

Advogados presos em operação da PF tem prisões preventivas decretadas

Foto: Divulgação/ Polícia Federal

Por G1 Pará

Os advogados presos temporariamente na última quinta-feira (8), durante a Operação Trampolina, da Polícia Federal, tiveram as prisões convertidas em prisão preventiva. A investigação aponta fraudes na concessão de benefícios da Previdência Social em municípios do nordeste do Pará.

Segundo a Justiça, a conversão das prisões foi decretada devido ao farto material que confirmariam mais ainda a ação criminosa.

Durante a operação, a Polícia Federal encontrou cartões de benefícios com senha, documentos falsos e blocos de documentos de sindicatos em branco nos endereços dos envolvidos.

Prejuízo milionário

A operação cumpriu 15 mandados de busca e apreensão e dois de prisão temporária em Castanhal, Igarapé-Açu, Abaetetuba, Maracanã e Moju. O prejuízo aos cofres públicos somam mais de R$ 2 milhões. Muitas fraudes ocorriam dentro dos escritórios de advocacia e nos endereços dos envolvidos.