Advogado mata mãe por causa de pão na Batista Campos

Foto: Reprodução

O advogado Leonardo Felipe Giuni Bahia foi preso em flagrante, suspeito de matar a própria mãe a facadas e ferir a irmã durante a madrugada desta terça-feira (18), no edifício Villa Dei Fiore, localizado na travessa Dr. Moraes, no bairro Batista Campos, em Belém.

De acordo com o Diretor da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará, delegado Cláudio Galeno, uma discussão banal por conta de um pão teria motivado a briga, que resultou na morte de Arlene Giuvin da Silva, mãe do suspeito. 

“Ele ainda está sendo ouvido… Um jovem de classe média, comportamento totalmente normal, prestou concurso para ordem, passou e não demonstrou durante sua vida nenhum tipo de ato violento” comentou o delegado.

Por ser advogado, o suspeito do crime ficará em uma sala de estado maior, conforme garantido pela Constituição Federal a todo profissional da advocacia. O  vice-presidente de prerrogativas da OAB/PA, Dr. Luiz Araújo, foi até a sede da Divisão de Homicídios para garantir a prerrogativa.

Leonardo Giugni foi preso pela Polícia Militar por volta das 6h da manhã de hoje (18). Ainda segundo a polícia, ele pode ter tido um surto psicótico. 

Por Wesley Rabelo com informações de Sancha Luna/RBATV, DOL